quinta-feira, 23 de maio de 2013

Revendo... "TANTOS COMO AREIA DA PRAIA"



Revendo um dos lindos hinos publicados neste blog.


"Ao passar o Jordão...Tantos como areia da praia"

Primeira Parte


Este hino está entre os meus preferidos. Dele lembrei-me ao visitar a Praia do Laranjal, na Lagoa dos Patos, em Pelotas-RS, daí a foto para ilustrar esta postagem.

Letra e música são de FRANCIS AUGUSTUS BLACKMER (1855-1930), um membro da Igreja Adventista que se destacou como compositor e escritor de hinos. Escreveu sua primeira música com a idade de 16 anos e, ao longo de sua vida, são de sua autoria mais de 300. Viveu praticamente a vida inteira no estado americano de Massachusetts, onde nasceu e veio a falecer. Trabalhou no negócio de pianos e dirigiu o coral da Advent Christian Church em Somerville, perto de Boston, tendo sido o líder musical por muitos anos das reuniões do Alton Bay Camp no Lago Winnepesaukee, em New Hampshire (1914-1930).



O hino popularizou-se entre nós através da Harpa Cristã, da Assembleia de Deus. Ao passar recentemente pelo templo dessa igreja em Ilhabela-SP à beira da praia (foto), não deixei de associar o hino aos irmãos daquela igreja, mas também, ao admirar a belíssima paisagem à minha frente, aos incontáveis salvos em Cristo, como areia da praia. 

Escute o hino pela Orquestra Filarmônica ADNIPO:


~ ~ ~ ~ ~

Segunda Parte


E saiba a história do arranjo que foi feito do hino, recém publicado no YouTube (link abaixo).


Filho de oficiais salvacionistas ingleses, Ray Steadman-Allen nasceu em setembro de 1922, na área de Bristol. Quando seus pais foram transferidos para Londres, em 1937, o jovem Ray obteve o emprego de office-boy da General Evangeline Booth, filha do fundador do ES, William Booth.  Durante a Segunda Guerra, Ray alistou-se na Marinha Real. Tendo obtido um diploma de música, foi convidado para trabalhar no ramo musical depois da guerra. Pouco tempo depois, uniu-se ao Departamento Editorial de Música do Quartel Internacional em Londres. Seguindo os passos dos seus pais, tornou-se, em 1949, oficial (pastor) do The Salvation Army e em 1951 casou-se com Joyce Foster. Ray teve o privilégio de pertencer à "Ordem do Fundador", a maior honra concedida a um salvacionista.

~  ~ ~ ~ ~


Nos anos 90, meu concunhado Daniel Tavares Bastos Gama - filho de oficiais e que herdou o talento musical de seu pai, Paulo Tavares Bastos Gama, muito conhecido no meio evangélico brasileiro - e minha filha, Deborah Franke Miranda, fizeram um dueto do arranjo de Steadman-Allen do hino "Numberless as the sand/Tantos como areia da praia", chamado "The Ransomed Host", escrito em 1954. 
Daniel é hoje pastor da Igreja Batista do Povo, em São José dos Campos-SP, e Deborah é oficial (pastora) do Templet, Corpo de língua sueca, em Helsinki-Finlândia. No link abaixo das fotos, o dueto euphonium-piano:






~ ~ ~ ~



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário